maggbahia@hotmail.com

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Príncipe herdeiro saudita ao exército: “Sem misericórdia, assassinem todos os manifestantes contra o governo”.






O principe herdeiro saudita, Nayef Bin Abdul Aziz AL Saud,ordenou reprimir sem misericórdia os manifestantes e deu luz verde aos oficiais e tropas para que abram fogo contra os que sustentam protestos contra o governo, restringindo com estas medidas a liberdade do povo.

Através de uma carta oficial o príncipe ordenou aos chefes de polícia a não mostrar nenhum tipo de misericórdia para com os manifestantes anti-governo.
A carta foi escrita em março, quando o príncipe era o Ministro do Interior, e remetida a todos os chefes de polícia em todo o reino wahhabí da Arábia Saudita, incluindo as forças de segurança que supervisionam as cidades santas de Meca e Medina.
O reino, ultraconservador, de tendência wahhabí-salafi é conhecido por sua intolerância, desde a dissidência e seu apoio às políticas dos USA e Inglaterra.
Desde o começo de 2011 as forças sauditas tem reprimido os protestos contra o regime.
Em março o Ministério do Interior saudí chamou todas as reuniões públicas de ilegais.
A Anistia internacional acusa as autoridades sauditas de prender centenas de pessoas que estão exigindo reformas políticas e sociais, e pedindo a liberação de seus familiares detidos sem acusação ou julgamento durante a revolta popular.

Mais de 300 pessoas foram detidas por participarem de manifestações pacíficas na Provincia Oriental do Reino, disse a anistia.

As manifestações, entretanto, têm feito as suas vítimas, apesar das medidas repressivas aplicadas pelo regime em Riad.

Fonte: NEWS

O Príncipe que tornou-se regente, em outubro de 2011,  endureceu mais ainda o poder do reino sobre seus súditos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não seja deselegante, utilize-se do seu espaço com dignidade.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.